Universidade livre Panakui

Estamos fazendo uma grande obra e não podemos parar (Ne,6:3). Começamos no ano 2000, com a ideia da criação de um laboratório de Ecologia profunda. O nome logo apareceu: Panã küí, ou pequeno cesto, na língua tupi.

Em uma área queimada, construímos um barraco de taipa, coberto com palha do babaçu. E ali fomos roçando, plantando e cuidando.

O planeta enfrenta crises simultâneas: a financeira, a energética e o aquecimento global e a Pandemia, que são interligadas, se retroalimentam e não serão resolvidas separadamente. Precisamos da ousadia ecológica.

Essa é a visão do paradigma emergente, que pensa a crise global como uma oportunidade de solução.

Para Baptista Vidal, o criador do Programa Nacional do Álcool, no Brasil, cada estado brasileiro “vale uma Arábia Saudita para sempre, sem mencionar o potencial incrível do dendê, da mamona, do girassol, do abacate, da soja, do amendoim e das imensas florestas tropicais” E do BABAÇU. (VASCONCELOS, 254, 2004).

No Maranhão, para além da crise, há um cenário de possibilidades. O Estado conserva um paradigma tradicional, saber imaterial das grandes tradições da humanidade, os povos indígenas, os afro-brasileiros, as categorias de trabalhadores tradicionais, como pescadores(as), extrativistas, assim como o estado conserva um grande patrimônio natural.

Darrel Possey, que viveu mais de 10 anos com os Kayapós, disse que os povos tradicionais têm um conhecimento bastante específico, detalhado, um acervo de caráter enciclopédico sobre a natureza e a vida no meio natural, cujo valor é inestimável. (OVERAL, W.L. POSSEY,1996).

Na pesquisa, aplicamos um indicador similar ao FIB (Felicidade Interna Bruta) e, após 20 anos de pesquisa, identificamos as espécies nativas, cultivamos fruteiras, construímos a casa. A área sofreu uma valorização de mais de 1.000 %, o que mostra que estamos no caminho certo.

O projeto está sendo difundido em municípios e em estados brasileiros, levando o Sítio de Inteligência Alternativa (S.I.A). uma metodologia que é simples e, ao mesmo tempo, revolucionária, capaz de transformar cenários e vidas.

O tempo urge. No meio da Pandemia, estamos nos preparando para apresentar ao Maranhão e ao País o Sítio de Inteligência Alternativa, o negócio ecológico.

E a principal vedete do projeto é a Universidade Livre Panakui, uma plataforma para a realização de cursos ecológicos do Maranhão para o mundo.

A proposta está sendo apresentada aos parceiros públicos e privados. Sim, estamos fazendo um grande obra e não podemos parar! Desta obra depende a preservação da vida. E precisamos de aliados. Venha, traga as ferramentas, arregace as mangas, pois a obra é grande e poucos são os operários.

Vivência Ecológica no tempo do amor

CONVITE ESPECIAL PARA @S ECOLOGISTAS

Val Paraíso e Panakui firmam parceria para o lançamento do maior negócio do Maranhão

Panakui, o espaço do Pós -Pandemia e da Felicidade Interna Bruta

Dia da terra. Dia da nossa casa comum

A REVOLUÇÃO ECOLÓGICA COMEÇA AQUI E AGORA!

Participe da ECOVILA SOLIDARIA E ECOLOGICA PANAKUI

Ecoloca ecológica. Escola livre Panakui

Panakui: o laboratório da Felicidade Interna Bruta (FIB) no Maranhão e no Brasil.

Panakui: Projeto transforma o Maranhão e o Brasil em um potência ecológica

Estudantes Pés Descalços participam de vivencia de bioarquitetura no Panakui

PANAKUI: PROJETO DA FELICIDADE INTERNA BRUTA (FIB)

PANAKUI, UM CENTRO PARA IRRADIAR VIDA

Pense local e atue contra a crise global

Como fazer e brincar com as águas