Léo Costa, prefeito eleito de Barreirinhas, desenha um futuro sustentável para o município.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na tarde de hoje, 09.11, tomei um café da casa do amigo e parceiro Léo Costa, um visionário que se  dedica à construção de estratégias para as grandes batalhas.

Sua última vitória aconteceu na cidade de Barreirinhas, onde nasceu, no ano de 1946. “Nasci na Rua da Bandeira, 42, no centro de Barreirinhas”. Mas em  outubro de 2012 Léo Costa renasceu politicamente ao se eleger prefeito da sua cidade, derrotando os escroques que dominavam a política local, na mais sensacional virada política da eleição do Maranhão.

“Nossa vitória representa a retomada da agenda do desenvolvimento local sustentável”, defende o estrategista.  Sim, a retomada. Sociólogo, defensor da ideologia paulofreireana de que se deve estar ao lado do povo, há exatos 20 anos foi prefeito de Barreirinhas (1989-1992). E foi um administrador do estilo Pés descalços, que defendeu o modo de vida barrerinhenses, apoiando a agricultura tradicional, a criação de bodes, a comercialização da castanha do caju e o beneficiamento de outros produtos locais, o que inclui os primeiros impulsos ao turismo.

“Nós queremos resolver o problema do lixo em Barreirinhas, gerar renda para a população local, estimular a produção nos pequenos locais, como as horta urbanas, fazer o museu da cultura tradicional, implantar a escola de música, criar o selo do produto regional….”  A lista parece interminável. Mas a batalha maior é evitar a entrada das monoculturas predatórias da soja, do eucalipto, no território de Barreirinhas.

Mas Léo Costa, um criador de soluções, não economiza na construção dos sonhos. Reunidos com os amigos Raimundo Palhano e Hiroshi Matsumoto, da sua esposa,  Sandra Torres, e com a minha participação extemporânea, no início da conversa , ele começa a desenhar  o futuro que espera construir na cidade que lhe viu nascer e que agora lhe dá a honra de administrar.

E neste enredo o Projeto Sítio Ecológico Panakuí é um elo importante. Nas palavras do prefeito eleito de Barreirinhas, ” O Panakuí é o lugar onde a Agroecologia é levada às suas últimas e boas consequências”.

Moisés Matias

Sobre panakui

O site www.folhadoamanha.net e o Sítio Panakuí convidam para a oficina Sítio Ecológico, um guia para salvar a terra, ministrada pelo jornalista e ecologista Moisés Matias. O pesquisador desenvolveu uma metodologia de valoração dos recursos naturais e culturais, um método de criação de um circulo virtuoso, similar ao indicador de Felicidade Interna Bruta (FIB), ou seja, onde há, supostamente, pobreza e tristeza, floresce a fartura e a felicidade. A oficina acontece nos sábados, no Sítio Ecológico onde foi desenvolvido o estudo. As inscrições podem ser feitas pelo fone (98) 3253 3372, ou pelo e-mail moises-matias@ig.com.br "Aprenda a fazer um sítio na sua casa, no seu apartamento ou em uma área de terra. Assim você estará atuando firme, em seu local de moradia,para salvar o planeta.

Publicado em 10/11/2012, em ecologia e criatividade, entrevista, livro, manifesto, meio ambiente, negócios, Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Maravilha meu irmão Moisés, isto pode se tornar o início de grandes parcerias para o projeto ecológico

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: