Inventor desenvolve biodigestor em células e transforma resíduo orgânico em energia e gás.

Uma descoberta muito simples pode mudar a forma como percebemos os resíduos orgânicos, em São Luís e no Maranhão. Veneraldo Pereira Costa, mestre em química e inventor, desenvolveu um biodigestor que pode ser adaptado em qualquer espaço, na residência urbana ou no sítio rural, aproveitando os resíduos orgânicos domésticos, a sobra de comida e  os dejetos humanos, extraindo do material o gás metano, para a produção de fogo, e  biofertizante para adubar as plantas.

Com uma pesquisa inicial realizada com estudantes do ensino médio, feita com garrafas pet, os estudos avançaram e agora Veneraldo Costa está com um laboratório montado em sua residência, situada no bairro Mauro Fecury, onde os visitantes poderão conhecer o invento e até desenhar o biodigestor adequado às suas necessidades.

Somente em São Luís são produzidos, diariamente, cerca de 500 toneladas de lixo orgânicos doméstico, um prejuízo estimado em um milhão de reais, dia, para o produtor, ou seja, os moradores de São Luís. Toda essa matéria acaba nos lixões da cidade, causando danos à saúde, à natureza. Outras 500 toneladas de dejetos humanos escorrem, todos os dias, para as canais de água e esgoto e findam na orla marítima, poluindo as lindas praias da cidade.

Com a implantação e a difusão do Biodigestor Celular, do inventor e parceiro do Sítio Panakuí, Veneraldo Costa,  os resíduos orgânicos e os dejetos humanos se transformam em biogás, para alimentar fogões, carros e máquinas diversas, e em biofertizantes.

Nesta sexta-feira, 23.11, a partir das 10:hs, Veneraldo Costa fará uma demonstração do Biodigestor Celular para a imprensa, no seu laboratório. Os interessados podem entrar em contato com o inventor através dos telefones (98) 3273 25 22 e (98)8129 0180.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por Moisés Matias

Sobre panakui

O site www.folhadoamanha.net e o Sítio Panakuí convidam para a oficina Sítio Ecológico, um guia para salvar a terra, ministrada pelo jornalista e ecologista Moisés Matias. O pesquisador desenvolveu uma metodologia de valoração dos recursos naturais e culturais, um método de criação de um circulo virtuoso, similar ao indicador de Felicidade Interna Bruta (FIB), ou seja, onde há, supostamente, pobreza e tristeza, floresce a fartura e a felicidade. A oficina acontece nos sábados, no Sítio Ecológico onde foi desenvolvido o estudo. As inscrições podem ser feitas pelo fone (98) 3253 3372, ou pelo e-mail moises-matias@ig.com.br "Aprenda a fazer um sítio na sua casa, no seu apartamento ou em uma área de terra. Assim você estará atuando firme, em seu local de moradia,para salvar o planeta.

Publicado em 22/11/2012, em ecologia e criatividade, entrevista, meio ambiente, Palestras, Uncategorized, Vivências. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: