Sítio Panakuí participa de expedição às ilhas Jacamin e Tawa-mirim

Caminho da Ilha de Tawa-mirim

Caminho da Ilha de Tawa-mirim

DSC05070

DSC05066

DSC05063

DSC05062

DSC05061

DSC05057

DSC05054

DSC05045

DSC05038

DSC05036

DSC05032

DSC05026Jacamin e Tawa-mirim. Duas ilhas situadas nas franjas da grande Upaon-açu, locais aprazíveis e de grande potencial ecológico. A convite do gabinete do Vice-Governador do Maranhão, Washington Oliveira, na terça-feira, 04.12, acompanhamos uma delegação de secretários e técnicos do Governo do Maranhão às duas localidades.
Washington Oliveira, vice-governador; Fernando Fialho, secretário de desenvolvimento social; Jorge Fortes, presidente da Agerp e mais um dezena de técnicos, foram fazer uma visita de governo, onde ouviram as reivindicações da comunidade e, em alguns casos, apresentaram encaminhamentos imediatos.
As lideranças sociais de jacamin e Tawa-mirim, mas também de outras localidades rurais de São Luís, apresentaram as reivindicações. A comunidade de jacamin recebeu a delegação com um fausto almoço. São locais que parecem perdidos no tempo. Próximas de uma das maiores plantas industriais poluentes do planeta, a ALUMAR, jacamin e Tawa-mirim vivem da pesca artesanal, da agricultura de subsistência, da comercialização de alguns produtos locais.
Após a exposição da comunidade, carente em melhorias várias, como escolas, saúde, segurança e oportunidades para a sua gente, apresentei rapidamente a proposta do Sítio Ecológico.
Em poucas palavras, disse o seguinte:
Jacamin pode ser um belo e atrativo espaço ecológico, com qualidade de vida para os moradores, a produção de alimentos saudáveis, com restaurantes caseiros para atender os turistas. As casas podemm funcionar como pousadas para receber os visitantes. Assim, com a implantação da tecnologia Sítio Ecológico, haveria a valorização do que há de muito valioso na localidade, o patrimônio tradicional, e da sua complexa estrutura ecológico, com ambientes de mangue, praias, paisagens belas.
Há em Jacamin e em Tawa-mirim um extraordinário potencial para o negócio ecológico, com espaço para o turismo, o artesanato, a culinária, os passeios ecológicos, os roteiros vivenciais com pesca artesanal, coleta de caranguejo, trilhas na floresta e até espaços para acampamentos ecológicos, tópicos valorizados, no momento, mas os governantes do Maranhão, as políticas públicas existentes, parecem ignorar a eficácia e a funcionalidade desta maneira de encarar a vida através do prisma da construção da Felicidade Interna Bruta.
Na comunidade, rica em patrimônio tradicional, presencia-se a expansão do lixo, as queimadas, a redução das áreas nativas.
Na visita, deixamos os livros do Sítio ecológico – uma cortesia do vice-governador Washington Oliveira à comunidade -, alguns convites para que visitem o Sítio Panakuí. Em Jacamin e Tawa-mirin, onde há cerca de 100 sítios ecológicos que podem ser ativados com um esforço relativamente pequeno, espalhamos as sementes que já estão na área, mas que estão sendo tragadas pelo esquecimento e o abandono. Em breve esperamos retornar para formar multiplicadores na metodologia Sítio Ecológico e, assim, ajudar as famílias de Jacamin e Tawa-mirim na construção de mais um santuário da vida saudável, espaços com Felicidade Interna Bruta (FIB) e importantes localidades para a prática do turismo ecológico, em São Luís, em condições de receber os visitantes do Maranhão, do Brasil e de outros países. Aguardo, então, novo convite do Governo do Maranhão. Desta vez, para formar multiplicadores para um modelo exemplar de sítio ecológico, em Jacamin e Tawa-mirim.

Sobre panakui

O site www.folhadoamanha.net e o Sítio Panakuí convidam para a oficina Sítio Ecológico, um guia para salvar a terra, ministrada pelo jornalista e ecologista Moisés Matias. O pesquisador desenvolveu uma metodologia de valoração dos recursos naturais e culturais, um método de criação de um circulo virtuoso, similar ao indicador de Felicidade Interna Bruta (FIB), ou seja, onde há, supostamente, pobreza e tristeza, floresce a fartura e a felicidade. A oficina acontece nos sábados, no Sítio Ecológico onde foi desenvolvido o estudo. As inscrições podem ser feitas pelo fone (98) 3253 3372, ou pelo e-mail moises-matias@ig.com.br "Aprenda a fazer um sítio na sua casa, no seu apartamento ou em uma área de terra. Assim você estará atuando firme, em seu local de moradia,para salvar o planeta.

Publicado em 05/12/2012, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: