Ilha do Amanhã revisitada. Uma aventura ecológica radical

A última aventura ecológica DSC05553

DSC05556

DSC05559

DSC05569

DSC05577

DSC05595

DSC05602

DSC05610

DSC05613

DSC05620

DSC05629

DSC05633radical de 2012

A ilha do amanhã é um santuário ecológico situado às margens da baía do arraial, distante uns 15 minutos de barco do Sítio Panakuí. Nós mantemos a ilha como espaço para visitas especiais, estudos e para as ações ecológicas radicais.
Na manhã de sábado, 29.12, saímos de casa com uma missão especial: viver a última experiência ecológica radical de 2012, e apresentar a Ilha do Amanhã para o Rui Cordeiro Marques, mecânico de avião, instrutor de voo, inventor criativo e ecologista, com um sítio belo no povoado São Lourenço.
A viagem para a ilha implica a adoção do tempo da natureza, logo ao acordar. É que precisamos seguir a hora da maré, e ela não espera ninguém. Na lua cheia a maré acontece cedo, com retorno no final da tarde. O dia seria todo na ilha. Na bagagem, sal, frutas, carnes para o churrasco, fósforos. E nada pode faltar!
Cordeiro Marques, parceiro da Ilha do Amanhã e irmão de Rui, estava preparado com luvas, botas e o mais. No Porto da Serraria pegamos a bela canoa do Machado, amigo pescador que embarcou na grande viagem. sua canoa é uma relíquia: limpa, bem cuidada. Remos a postos, no comando está o Gilberto, o guardador do Panakuí.
Já fiz umas 100 viagens para a ilha do amanhã, mas estou só euforia. A imagem do mar, o barulho e o cheiro das águas, o verde do mangue, tudo me dá grande alegria!
Vamos remando, observando as aves. Passamos por guarás, garças e outras aves. Um grupo de pescadores e catadores de caranguejo está no porto. Observo que o mangue que recobria a ilha está desaparecendo. Efeito da elevação do nível do mar.
Rapidamente construímos o acampamento e passamos a explorar a ilha. Uns larápios causaram grande dano à área, retirando as melhores madeiras. Árvores que praticamente vi nascer estão cortadas. Senti o golpe.
As trilhas dos pequenos roedores estão em toda a área. Sinal de saúde, de equilíbrio do espaço.
Após o passeio, onde recolhemos dezenas de madeiras que em breve serão esculturas da Oficina de Artes e Ofícios Panakuí, fazemos um fogo para assar as carnes. Em minutos a comida alternativa estava pronta e todos alimentado. Pedro Matias, a meu caçula, mostrou que tem sangue de índio e aproveitou cada instante.
Após uma soneca na sobra das árvores, começamos a pensar na volta. A maré ainda estava baixa e só sairíamos após as 17 hs. Em outra direção, termino de apresentar a ilha ao Cordeiro e continuamos recolhendo madeiras e imagens especiais.
Um banho de mar completa o roteiro, com direito à visitação de golfinhos, um vizinhos cordiais que sempre saúdam quem visita o santuário.
A clientela de Rui Marques não para de importuná-lo pelo celular. Recordo quando não havia sinal de celular na ilha. Bons tempos!
Chegou a hora. Seguimos a maré e o barco desliza. São uns 20 minutos até o porto. Todos com o remo nas águas, em uma ginástica salutar. A beleza do por-do-sol não pode ser traduzida em palavras, a serena noite se aproxima e lentamente vai encobrindo o dia. Diante de tanta beleza, só temos que agradecer ao criador de todas as coisas.

Por Moisés Matias

Sobre panakui

O site www.folhadoamanha.net e o Sítio Panakuí convidam para a oficina Sítio Ecológico, um guia para salvar a terra, ministrada pelo jornalista e ecologista Moisés Matias. O pesquisador desenvolveu uma metodologia de valoração dos recursos naturais e culturais, um método de criação de um circulo virtuoso, similar ao indicador de Felicidade Interna Bruta (FIB), ou seja, onde há, supostamente, pobreza e tristeza, floresce a fartura e a felicidade. A oficina acontece nos sábados, no Sítio Ecológico onde foi desenvolvido o estudo. As inscrições podem ser feitas pelo fone (98) 3253 3372, ou pelo e-mail moises-matias@ig.com.br "Aprenda a fazer um sítio na sua casa, no seu apartamento ou em uma área de terra. Assim você estará atuando firme, em seu local de moradia,para salvar o planeta.

Publicado em 31/12/2012, em ecologia e criatividade, manifesto, meio ambiente, Vivências. Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Cordeiro Marques

    Aventura radical e revigorante.
    A curta, porém “sofrível” caminhada no mangue, com lama acima dos joelhos, mochila na costa e sacolas de mantimentos nas mãos serviram para lembrar-me o quanto faz falta a prática regular de exercícios físicos.
    Apesar desta carinha de menino e deste corpinho atlético (rsrsrsrs), senti também o peso implacável do tempo, afinal são 46 anos.
    Olhava pra frente e via meu camarada Moisés atolado na lama, do alto dos seus 49, buscando forças pra chegar em terra firme. Olhando pra trás, via meu gordo irmão quase imóvel, preso pela lama, pelo peso do peso e da idade (um garoto de 43). Ele levou uns 30 minutos pra recobrar as forças, sentado numa escadaria construída anos atrás por Moisés. Se tivéssemos desembarcado por último, poderíamos ter aprendido com a experiência do nosso timoneiro Gilberto, que só faltava flutuar sobre a lama. Para Pedro Matias, tudo era só diversão.
    Em terra firme: a recompensa. Respiramos ar puro, contemplamos o balançar das árvores, o canto dos pássaros e até o irritante ciciar das cigarras. Catamos belas raízes e resto de madeira transportada pra ilha pela força das marés. MADEIRA CERTIFICADA PELO CRIADOR, que em breve transformaremos em obra de arte no Sítio Panakui.
    Ao por do Sol: todos aos remos! Impulsionados pelas ondas (ainda bem), contemplamos revoadas de garças, guarás e outros pássaros. E tome ar puro! Oxigênio para a alma.
    Aventura revigorante mesmo. Voltarei mais vezes!!!!!

  2. onde fica essa ilha? nunca ouvi falar dele.

    • Oi Ana Merari,
      A Ilha do Amanhã fica ali próxima ao Sítio Panakuí. Saindo pelo Porto Panakuí, chegamos ao Rio Tibiri, andamos um pouco pela margem esquerda e já se avista a Ilha do Amanhã. Para conhecer, recomendo antes uma vivência ecológica no Panakuí. Para marcar e agendar a vivência, e mais informações, favor ligar para 888 3372, ou 3253 3372 (Moisés Matias)
      Saudações ecológicas,
      Moisés Matias

  3. onde fica essa ilha? nunca ouvi falar dela.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s