Projeto de banheiro alternativo construído no Panakuí é publicado em livro.

 

 

Capa do livroMarcelo IMG_6365 DSC04817 Marcelo F6 

O presente trabalho documenta a viabilidade de uma tecnologia alternativa de tratamento de dejetos sanitários através da construção de um protótipo de banheiro seco de câmara única constituído de placas de plastocimento, no Sítio de Inteligência Alternativa (SIA) Panakuí, Comunidade de Coquilho – Zona Rural de São Luís/MA, projeto coordenado pelo ecologista Moisés Matias.

 Agradecemos ao orientador da dissertação de mestrado, Alessandro Costa da Silva, aos companheiros na montagem da unidade de tratamento: Antero Ribeiro, mestrando de Agroecologia na UEMA e Raimundinho, então colaborador do Panakuí, sem os quais não seria possível a conclusão do projeto.

O livro é a publicação da dissertação defendida em 2009 pelo mestrado em Saúde e Ambiente da UFMA. O título da obra é Tratamento Alternativo de dejetos sanitários. Uma experiência prática e aborda a tecnologia do banheiro seco, um sistema sanitário de tratamento dos dejetos humanos que utiliza matéria orgânica seca na descarga ao invés de água, mostra-se como uma alternativa viável considerando seu baixo custo e o significativo histórico de experiências bem sucedidas no Brasil. 

 No livro, além de pesquisar os diversos tipos de banheiro seco, o histórico dessa tecnologia no Brasil e no mundo, estudou-se os diversos aspectos ligados à adoção, implantação e utilização do banheiro seco. 


A fim de comprovar a aplicabilidade dessa tecnologia alternativa de tratamento, promoveu-se a construção de um protótipo de banheiro seco de câmara única  constituído de placas de plastocimento no Sítio Panakuí, Comunidade de Coquilho – zona rural de São Luís/MA.

Marcelo H.B.Costa de Alencar

 

 

 

 

Sobre panakui

O site www.folhadoamanha.net e o Sítio Panakuí convidam para a oficina Sítio Ecológico, um guia para salvar a terra, ministrada pelo jornalista e ecologista Moisés Matias. O pesquisador desenvolveu uma metodologia de valoração dos recursos naturais e culturais, um método de criação de um circulo virtuoso, similar ao indicador de Felicidade Interna Bruta (FIB), ou seja, onde há, supostamente, pobreza e tristeza, floresce a fartura e a felicidade. A oficina acontece nos sábados, no Sítio Ecológico onde foi desenvolvido o estudo. As inscrições podem ser feitas pelo fone (98) 3253 3372, ou pelo e-mail moises-matias@ig.com.br "Aprenda a fazer um sítio na sua casa, no seu apartamento ou em uma área de terra. Assim você estará atuando firme, em seu local de moradia,para salvar o planeta.

Publicado em 14/03/2014, em artigos. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s